Tuesday, 6 November 2018

Silahkan klik tulisan atau gambar untuk lanjut membaca Lancia potrebbe rimanere sul mercato con la Nuova Ypsilon.

Lancia potrebbe rimanere sul mercato con la Nuova Ypsilon


Lancia potrebbe rimanere sul mercato con la Nuova Ypsilon

Posted: 05 Nov 2018 07:24 AM PST

Silahkan membaca berita terbaru tentang otomotif berjudul Lancia potrebbe rimanere sul mercato con la Nuova Ypsilon di website Batlax Auto.

Lancia potrebbe rimanere sul mercato con la Nuova Ypsilon. A dirlo è l'ex direttore di Quattroruote Carlo Cavicchi, che sul suo blog (viamazzocchi.quattroruote.it) scrive che la Ypsilon potrebbe avere un erede per mantenere in vita il marchio Lancia e per non perdere la quota di mercato che ancora rappresenta il modello in Italia. Si sta pensando di mettere sul mercato una nuova Ypsilon ancora a marchio Lancia.

Per quanto riguarda il progetto Panda, Cavicchi scrive che per ora è congelato. Fiat propone una vettura estremamente rivoluzionaria che parte da una versione base assolutamente spartana e a prezzo bassissimo che si può però implementare a piacere del cliente a diventare una piccola premium. Ma è un progetto costosissimo da industrializzare e pertanto al momento è da valutare bene.


Terima kasih karena telah membaca berita tentang https://ift.tt/2SN4CKv, jika berkenan silahkan baca berita lainnya di website kami.

Commento ai risultati di vendita Fiat, Lancia e Alfa Romeo nel mercato italiano

Posted: 05 Nov 2018 01:14 AM PST

Silahkan membaca berita terbaru tentang otomotif berjudul Commento ai risultati di vendita Fiat, Lancia e Alfa Romeo nel mercato italiano di website Batlax Auto.

In ottobre Alfa Romeo registra in Italia 1.900 vetture per una quota dell'1,3 per cento. Nei primi dieci mesi dell'anno le auto registrate dal Brand sono 39.300, per una quota di mercato del 2,4 per cento.
Va sottolineato il risultato di Stelvio, le cui immatricolazioni nel progressivo annuo sono cresciute rispetto allo stesso periodo del 2017 del 95 per cento, ponendo il modello nelle posizioni di vertice del suo segmento.

Fiat immatricola in ottobre oltre 22.500 vetture, per una quota al 15,4 per cento. Nei primi dieci mesi del 2018 il Brand registra 282.500 vetture e la quota è del 17,25 per cento.
Fiat presidia con forza le vendite del segmento A, con Panda e 500 al primo e secondo posto nella classifica delle vetture più vendute sia ad ottobre sia nel progressivo annuo. Complessivamente ottengono una quota del 52,4 per cento nel mese e del 50,5 nei primi dieci mesi del 2018.
Risultati positivi anche dalle altre due vetture della famiglia 500. La 500L è la vettura più venduta del segmento, con una quota del 33,8 per cento nel mese e del 45,1 per cento nell'anno. La 500X registra nel progressivo annuo una crescita delle vendite del 12,3 per cento rispetto all'anno scorso.

Lancia registra in ottobre quasi 4.500 vetture, con una quota dello 3,05 per cento.
Nei primi dieci mesi del 2018 il marchio registra 39.700 auto per una quota del 2,4 per cento. Lancia Ypsilon continua a fornire risultati positivi confermandosi la più venduta del segmento B con una quota del 13,3 per cento.
Terima kasih karena telah membaca berita tentang https://ift.tt/2qByVal, jika berkenan silahkan baca berita lainnya di website kami.

Vendite Fiat, Lancia e Alfa Romeo

Posted: 05 Nov 2018 01:14 AM PST

Silahkan membaca berita terbaru tentang otomotif berjudul Vendite Fiat, Lancia e Alfa Romeo di website Batlax Auto.

Italia ottobre 2018 

1 FIAT PANDA 12.516 
2 LANCIA YPSILON 4.476 
3 TOYOTA YARIS 3.748
4 RENAULT CLIO 3.584
5 VOLKSWAGEN POLO 3.449
6 CITROEN C3 3.226
7 FORD FIESTA 2.873
8 FORD ECOSPORT 2.731
9 FIAT 500 2.710 
10 JEEP RENEGADE 2.690

11 PEUGEOT 208 2.671
12 FIAT 500X 2.506 
13 VOLKSWAGEN T-ROC 2.499
14 NISSAN QASHQAI 2.300
15 VOLKSWAGEN GOLF 2.187
16 OPEL KARL 2.180
17 JEEP COMPASS 2.172
18 PEUGEOT 3008 2.165
19 PEUGEOT 2008 1.952
20 DACIA SANDERO 1.816
21 RENAULT CAPTUR 1.792
22 VOLKSWAGEN TIGUAN 1.766
23 FIAT 500L 1.751 
24 TOYOTA C-HR 1.747
25 OPEL MOKKA 1.710
26 DACIA DUSTER 1.707
27 VOLKSWAGEN UP! 1.702
28 SMART FORTWO 1.615
29 OPEL CORSA 1.572
30 FORD KUGA 1.555
31 FIAT TIPO 1.522 
32 CITROEN C3 AIRCROSS 1.436
33 MERCEDES CLASSE A 1.259
34 HYUNDAI I10 1.252
35 AUDI A3 1.177
36 KIA PICANTO 1.149
37 AUDI Q2 1.128
38 HYUNDAI KONA 1.110
39 HYUNDAI TUCSON 1.106
40 FORD FOCUS 1.076
41 TOYOTA AYGO 1.074
42 KIA SPORTAGE 1.072
43 PEUGEOT 308 1.066
44 BMW X1 998
45 MERCEDES GLA 990
46 MINI COUNTRYMAN 967
47 OPEL CROSSLAND X 939
48 SUZUKI IGNIS 939
49 ALFA ROMEO STELVIO 880 
50 RENAULT KADJAR 844

FIAT 22.547 -20,73%
ALFA ROMEO 1.911 -42,11%
LANCIA 4.476 -0,40%
Terima kasih karena telah membaca berita tentang https://ift.tt/2QfIkzb, jika berkenan silahkan baca berita lainnya di website kami.

Pietro Gorlier commenta i dati vendita di FCA a ottobre

Posted: 05 Nov 2018 01:04 AM PST

Silahkan membaca berita terbaru tentang otomotif berjudul Pietro Gorlier commenta i dati vendita di FCA a ottobre di website Batlax Auto.

Pietro Gorlier, numero uno di Fiat Chrysler Automobiles per l'area EMEA spiega che la causa del crollo delle vendite del gruppo FCA ad ottobre è dovuto all'adeguamento alle nuove normative antinquinamento WLTP.
FCA ha visto calare del 16% ad ottobre le sue vendite in Italia. Lo Chief Operating Officer per la Regione Emea di FCA ha però messo in evidenza come nonostante il calo del gruppo italo-americano che è peggiore di quello del mercato, è migliorata la qualità delle vendite della società. Il gruppo è cresciuto nelle vendite più remunerative come quelle ai privati, flotte e noleggio a lungo termine.


Terima kasih karena telah membaca berita tentang https://ift.tt/2SK9Ne2, jika berkenan silahkan baca berita lainnya di website kami.

Kancolle 6 - A 6ª Divisão de Destróieres e a Batalha do Mar de Curry

Posted: 04 Nov 2018 03:29 PM PST

Silahkan membaca berita terbaru tentang otomotif berjudul Kancolle 6 - A 6ª Divisão de Destróieres e a Batalha do Mar de Curry di website Batlax Auto.
Chega de falar de política um pouco, certo? Acho que está na hora de trazermos de volta os episódios de Kantai Collection, e estamos hoje chegando na metade da séria. Sim, foram doze episódios ao todo, e já percorremos um longo caminho até aqui. Tivemos emoção, tivemos diversão, tivemos combates e piadinhas, tudo envolvendo as meninas-navio. Mas eu acho que nada foi capaz de prepará-lo para este episódio em especial, em que teremos emoções fortes.


Mais uma vez, temos um título gigantesco, e que faz uma certa referência à Batalha do Mar de Coral, um dos primeiros embates entre porta-aviões americanos e japoneses. Será que teremos um grande combate hoje?

E parece que o clima começa tenso... Nagato está lá, sentada na mesa de comando, extremamente apreensiva, como se estivesse sentada no trono um tempão sem conseguir lançar o submarino na água. Mutsu a conforta, dizendo que não adiantava ficar daquele jeito, pois ela sabia que aquele dia chegaria mais cedo ou mais tarde. Nagato concorda, e como navio-secretária ela estava pronta e disposta a fazer todos os sacrifícios necessários, não importava o quanto sofresse.


Caraca... Fiquei com medo... Será que vai acontecer algo ruim de novo?

Vamos direto para as docas-banheiro, onde aquelas pirralhinhas que conhecemos na sala de aula das destróieres estão lá lavando os cabelos. Akatsuki, a de cabelo azul escuro, usa um prato de papelão, desses que se usa pra colocar bolo de padaria, pra que o shampoo não caia em seus olhos. Uma solução meio ortodoxa, na minha opinião.


Apenas para lembrar os nomes delas, Inazuma é a baixinha sorridente, e que parece que não sabe lavar os próprios cabelos, precisando da ajuda de sua irmã (e praticamente gêmea) Ikazuchi.


E Hibiki é a de cabelo azul claro, que está sempre no mundo da Lua. Ela se manda dali, pois não gosta de molhar os cabelos. Algo meio estúpido de se dizer, considerando que ela é uma menina-navio, e deve passar boa parte do tempo navegando...


Já estou vendo... estão fazendo o episódio focado nessas meninas, pois uma delas ou todas devem acabar morrendo... Melhor não se apegar muito.

Quem dá uma risadinha é Akagi, que estava ali na dela e ninguém tinha visto. Só pra atiçar os meladores de cueca, ela está brincando com algum tipo de quebra-cabeças que não sei como funciona, mas que cumpre o papel da censura para cobrir suas bazongas. 


Akatsuki, que a cada minuto fica mais ridícula com essa droga na cabeça, diz que elas estão tirando o suor dos cabelos, pois estiveram o dia todo em uma expedição. Para quem não conhece a terminologia do jogo, a expedição é quando você manda navios para procurar por suprimentos. E continuo sem entender o motivo desse chapéu tosco, como que ela vai lavar os cabelos direito com isso?


Estamos já acostumados a ver Fubuki ficar cheia de estrelinhas na cabeça ao ver Akagi... Mas dessa vez vemos a porta-aviões ficar toda excitada ao ouvir as palavras "expedição" e "suprimentos".


Até Hibiki se pergunta, o que diabos eram aquelas estrelinhas ali aparecendo do lado dela... Até que enfim alguém se deu conta de o quanto isso é estúpido.


Akatuski, que é visivelmente a líder do grupo, diz que elas fazem parte da 6ª Divisão de Destróieres, e elas sempre levam as suas missões a sério, mesmo que seja algo tão irrelevante e sem-graça como procurar por suprimentos pelos cantos.


Mas apesar de levar as missões à sério, parece que elas não levam em conta um mínimo de segurança higiênica, ao deixar a pobre Inazuma coberta de espuma nos olhos.


Eu acho que não preciso escrever o "BOING" pra dizer que a baixinha escorregou e caiu de cara no chão. Bom, já escrevi mesmo...


Terminado o banho, as meninas ficam conversando, e podemos ver que Inazuma conseguiu um galo na cabeça que mais parece uma bolha. Todas estão ansiosas para a próxima expedição, mas Akatsuki está chateada... Afinal, ninguém dava muita bola para as expedições, era algo sem graça e que ninguém dava valor...


Além disso, a idéia de carregar um monte de barris não combinava com uma dama como ela...


Vale um breve parênteses. Akatsuki toda hora fica com esse papo de "dama", dizendo o que uma dama deve ou não deve ser ou fazer. Por exemplo, para ela, uma dama deve ser muito "elefante"...


Eu sei... mas como assim? Kantai Collection promovendo a cultura do plus-size? Ah, ela quis dizer "elegante", como Inazuma diz. Agora, será que as palavras "elefante" e "elegante" também são parecidas em japonês?


Hibiki, que é mais distraída do que não sei o quê, larga as irmãs ali discutindo sobre a elegância de um paquiderme, pra olhar um cartaz ali no canto com o que parece ser um anúncio de feijoada, com a palavra "concurso". Ou pelo menos é o que a legenda diz. 


Perceba também que o galo na cabeça de Inazuma sumiu. Talvez Ikazuchi tenha dado uma porrada nele, fazendo ele entrar de volta pra cabeça, como acontecia nos desenhos do Pernalonga.

Antes que elas possam olhar o anúncio, chegam as cruzadores Atago e Takao, com seus uniformes combinando. Repito, Takao é bem jeitosinha, ainda mais com essa roupinha sexy, com boina e saia curtinha e meia-calça. Sem falar de que ela não fica atrás de sua irmã quando o assunto é a comissão de frente.


Acontece que Atago sempre puxa para si todos os holofotes. Tudo bem que ela tem um par de faróis de dar inveja, mas até que podia fazer menos escândalo. Mas não adianta, ela explode de alegria por algum motivo e solta o seu bordão patenteado PAN-PAKA-PAN! Que não faço idéia do que significa. 


E faço menos idéia ainda porque Hibiki e Ikazuchi fazem o mesmo... Deve ser algum tipo de saudação, sei lá.


Inazuma pergunta para as duas se elas sabem algo daquele concurso. Afinal de contas, se os prêmios fossem bons elas provavelmente iriam participar. Elas já estavam cansadas de apostar na Mega-Sena e comprar raspadinha, onde nunca ganharam nada.


Como Atago é, de fato, uma loira burrinha que não sabe de nada, cabe à Takao explicar. Como todos sabiam, uma vez por semana o refeitório do distrito servia um prato de curry (que, segundo Hibiki, ajudava elas a saberem que dia da semana era). E nessa competição, as meninas-navio podiam disputar para ver quem faria o melhor curry, cuja receita seria usada durante todo o ano, conferindo o título de melhor cozinheira da base.


Ao ouvir isso, os olhos de Akatsuki brilham e ela tem uma idéia. Apesar de todo o papo de ser uma dama, aparentemente Kantai Collection não está tão alinhado com as novas doutrinas feministas, de que a mulher não deve cozinhar.


Logo depois, ela chama as suas irmãs para contar o plano: elas entrariam no concurso e ganhariam. Pois uma dama de verdade deve ser boa cozinheira. E seria também a chance para o restante do distrito respeitá-las um pouco mais, parando com essa esbórnia de só mandarem elas pra expedição.


As três ficam ali meio sem reação... Aparentemente, elas preferiam ficar apenas com a parte de comer, e não de ter o trabalho de cozinhar. Mas mesmo assim elas concordam em ajudar, ia ser melhor que aturar sua irmã mais velha reclamando pelos cantos.


Hora do cumprimento da 6ª Divisão de Destróieres... Mas peraí! Tem uma mão a mais aí!


Era Kongou, dando uma de bicona. Elas perguntam se a encouraçada queria entrar no time delas, mas essa não era sua intenção. Ela diz que vai participar do concurso também, e com isso Akatuski, Hibiki e as gêmeas iam ficar na pista.


Inazuma e Ikazuchi reclamam, dizendo que elas não são nem parecidas. Olha meninas... dizer isso em uníssono, como os sobrinhos do Pato Donald faziam, só colabora para que pensem que vocês são gêmeas.


Aliás, eu nunca soube identificar os três sobrinhos do Pato Donald. Huguinho é o de vermelho, Zezinho o de azul e Luizinho o de verde. Por algum motivo, eu achava que o Huguinho era o de azul, Zezinho o de verde e Luizinho o de vermelho. Como se fizesse alguma diferença...


Kongou continua, dizendo que ela vai fazer o seu curry inglês irresistível, e assim ela iria ganhar o primeiro prêmio e conquistar o coração do comandante. Como diz um certo ditado, para ganhar um homem, comece ganhando-o por seu estômago.


Só que alguém apertou o botão do Player 2 e temos uma nova desafiante: é Ashigara, que também vai entrar na disputa, com sua receita de curry apimentado que era delicioso. Tudo isso pra fazer a propaganda de que ela era um bom partido, e assim arrumaria um namorado finalmente.


Bom, como o almirante é o único homem pelas redondezas, não havia muita opção de namorado, isso é verdade...

Akatsuki fica puta. Aquelas moças grandonas ali não sabiam ser uma dama, e elas iam acabar com as duas. Mas Ashigara lembra que tem várias outras equipes, todas elas querendo ganhar o primeiro prêmio pelos motivos mais absurdos possíveis.


Acho que para o bom entendedor... já deu pra pescar que não vai ter nenhum tipo de batalha nesse episódio... O mais engraçado é que tá rolando uma guerra contra os Abissais e as garotas preocupadas com um campeonato de culinária.

Apesar de toda essa competição, as meninas estão determinadas a ganhar. Afinal de contas, era a divisão delas que estava no título do episódio, então provavelmente elas teriam uma boa chance. E sem elas perceberem, alguém está ali atrás espionando...


Era Nagato, com sua mesma cara emburrada de sempre. O que será que ela está tramando?


É hora de ir pra cozinha e começar a cozinhar. Mas a discussão já começa, pois Ikazuchi tenta tomar a liderança ao dizer que devem selecionar os ingredientes, mas Akatsuki não aceita pois ela é a líder do grupo, e assim cabe a ela tomar as decisões... Se esse é o espírito de equipe da 6ª Divisão de Destróieres, acho que elas vão se dar mal.


Inazuma começa a chorar, pois ela não suporta a briga entre suas irmãzinhas... Já temos então todas as características delas: Akatsuki é a que pensa em ser uma dama quando crescer, Ikazuchi curte uma competição, Hibiki é quem está sempre desligada e Inazuma a chorona.


Hibiki também é aquela que tem sempre o comentário certo na hora certa: com toda aquela discussão sobre os ingredientes, e ela pergunta se alguém ali sabe fazer curry. Pela expressão das demais, tava na cara que não...


É hora de ir na biblioteca, e procurar alguns livros da Ana Maria Braga e da Ofélia, pra aprender como que se faz curry.


Aliás, acredito que vale uma rápida explicação, já que a gente aqui no Brasil geralmente associa curry à comida indiana, geralmente com aquele molho amarelado e apimentado que derramam em cima do seu prato. Mas aqui nos referimos ao curry japonês, que nada mais é que arroz com carne ensopada com legumes, tipo um estrogonofe...


Pronto. Agora todo mundo, inclusive as destróieres, sabem o que é curry. Depois de uma boa dose de leitura, as meninas voltam para a cozinha. Akatsuki fica satisfeita, pois agora elas já sabem...


... as etapas para fazer um curry, como diz Ikazuchi, interrompendo a sua irmã mais uma vez. Juro, já deu pra entender, ela é uma bicona que adora encher o saco de Akatsuki. E agora nos damos conta que ela deve ser vampira, por conta daquele canino ali, que me faz pensar se ela é uma filha bastarda do Don Drácula.


E Inazuma começa a chorar mais uma vez. Ou por não suportar a briga ou por medo do Don Drácula.


Não lembra do Dom Drácula? Clássico desenho japonês que passava na Manchete, em que o vampiro tinha sua filhinha Sangria, e morava no castelo junto com seu ajudante caolho Igor, e fazia de tudo pra fugir do Van Helsing e da gorda Blonda. E que era um vampiro tarado, mais uma razão pra imaginar que Ikazuchi e provavelmente outras meninas-navio do distrito sejam suas filhas.


Com os ânimos mais calmos, as meninas começam então a preparar as verduras e legumes para fazer o ensopado. Ikazuchi fica responsável por descascar as batatas, talvez uma punição que Akatsuki passou pra ela por conta de sempre roubar sua liderança.


Ora, você entendeu, certo? Nos desenhos onde tinha um navio, sempre que alguém ia ser punido, era mandado pro porão pra descascar batatas. E alguém precisa dizer pra Ikazuchi que só precisa tirar a casca, e não cortar fora metade da batata. Se bem que essa aí, com a cara de choro, na verdade é a Inazuma.


Akatsuki fica responsável por fatiar as cebolas, pra deixar aquele cheirinho perfumado nas mãos, como se espera de uma dama...


... e como esperado, as cebolas fazem ela chorar. Devia cortar debaixo da água, pra uma menina que acha que será uma dama quando crescer, essa aí precisa aprender muito.


Enquanto que Hibiki estava tentando cortar algumas cenouras, mas sua distração é tão grande que ela quase decepa o dedo fora. Mas pelo menos ela não desaba no choro.


Suas irmãs ficam desesperadas e correm atrás do kit de primeiros socorros, mas Hibiki está ali na dela. Pombas, só um cortezinho, só dar uma chupada no dedo que já entanca tudo. Elas deviam era estarem preocupadas com os pingos de sangue que caíram na panela.


Depois de algumas horas lutando contra os legumes, finalmente vemos que tem algo que parece comestível no caldeirão. Não que tenha uma cara boa, ainda mais com aqueles objetos marrons suspeitos, mas ao menos parece comida.


Mas cozinhar era muito chato, elas já estavam ali olhando para a panela há vários minutos e nada acontecia. E o fogão tava no máximo, mas o grude parecia não estar fervendo. As meninas pensam então em um plano infalível pra acelerar o processo.


Usar um lança-chamas?! Perdoem-me pelo palavreado, mas puta merda! Que loucura é essa? Elas acham que isso vai funcionar?


Claro que não... o lança-chamas simplesmente queima tudo, até mesmo a panela, só sobrando um resto de metal contorcido e fumegante. Deve ter sido comprada numa promoção da Casa & Vídeo.


Mais uma discreta referência ao jogo... Lá existe um item que é de fato um lança-chamas, que é usado para acelerar a construção de um navio. Mas aqui, só serviu para acelerar a derrota das meninas.


Ikazuchi começa a reclamar, pois Akatsuki e sua pressa eram responsáveis por aquilo. A do chapéu diz que não, que era um excelente plano, mas Ikazuchi havia setado a temperatura em Fahrenheit e na verdade a escala do lança-chamas estava em Celsius.


E Inazuma chora mais uma vez...


Hibiki dá um cascudo na cabeça de cada uma de suas irmãs, e tenta fazer as três focarem. Afinal, elas haviam entrado no concurso como uma equipe, e precisavam trabalhar como uma equipe. Akatsuki e Ikazuchi tinham que parar com aquela ladainha de quem ia liderar, e Inazuma tinha que parar com aquela choradeira toda.


Enfim... ânimos acalmados mais uma vez, e as irmãs decidem tentar de novo. Só que vai ser complicado fazer curry se a panela parece um cinzeiro. Elas precisavam consertá-la, ou encontrar uma nova.


Nessa hora, a porta do armazém se abre, e aparece o Darth Vader. E pela música assustadora, dá impressão que ele é quem tinha emprestado a panela.


É agora, as meninas se desesperam diante da morte certa. Não sei por que nenhuma delas pensou em ligar o lança-chamas e fritar a figura ameaçadora que adentrava o recinto.


Mas na verdade era apenas outra menina-navio... Eu já devia imaginar, nesse distrito não tem mais ninguém. Essa é Yuubari, uma cruzador leve que aparentemente é também a responsável pelos reparos nas docas. Ela estava ali curiosa com o que as menininhas estavam construindo, e pergunta se elas precisavam de alguma ajuda.


Tá na hora da 6ª Divisão de Destróieres usar sua arma secreta: quatro pares de olhinhos de cachorro sem dono, pedindo "por favor..."


Yuubari começa os trabalhos, usando toda a sutileza de um estivador ao dar um monte de marretadas nos restos da panela.


Mas estamos em um desenho japonês, e parece que os martelos são milagrosos, pois ela consegue transformar aquele monte de metal retorcido em uma panela de ouro LVL 99, com capacidade de cozinhar qualquer coisa em minutos. Só quero ver se aguenta um lança-chamas.


Já com uma panela, mas cansadas de arriscar nas receitas, as meninas vão conversar com Mamiya, a dona do restaurante, pra saber qual é a dica pra fazer um bom curry. Ela responde que o ingrediente secreto é amor, mas as irmãs retrucam que elas já são crescidas, e não acreditam naquela bobagem de propaganda da Sazón.


Mamiya então decide falar sério, dizendo que os antigos manuscritos orientais falavam de um ingrediente super-secreto que podia transformar qualquer receita em um manjar dos deuses. Era uma das lendas que os veteranos contavam na escola de mestres-cucas para os calouros.


Esse ingrediente era uma bauxita legendária, encontrada no fundo do Pacífico. Na boa, jogar uma rocha de minério na comida pra ela ficar gostosa, ninguém é tão estúpido pra acreditar nisso.


Exceto a 6ª Divisão de Destróieres... Não acreditam no papo de amor, mas engolem essa de uma pedra milagrosa? Aliás, bauxita é um dos recursos que você pode coletar no jogo.


Confiantes de que essa era a solução, as quatro se preparam para fazer uma missão de expedição, e encontrar a tal da bauxita.


Só que a expedição é um fracasso. E sim, esses são os exatos caracteres que aparecem no jogo quando uma expedição não dá em nada. Claro que só entendi isso por conta da legenda ali em cima.


As meninas lamentam, logo elas que eram tão boas de expedições e haviam voltado de mãos abanando. Akatsuki abre o berreiro e se desespera, tudo dava errado pra elas, era melhor desistir da competição, era mais fácil brincar de casinha e fazer bolinho de terra.


Nessa hora, quem aparece é Nagato pra dar a lição de moral do dia. Ela diz que as meninas não devem se sentir envergonhas por não terem conseguido, era importante não desistirem até fazer dar certo. Ou ao menos chegar no final de cabeça erguida e dizer que elas fizeram o melhor que podiam.


Era a motivação que as meninas precisavam. Que se dane aquela bauxita milagrosa, aquilo era cascata. Mesmo sem aquele ingrediente milagroso, elas não iam desistir. Hora de voltar pra cozinha e fazer o melhor curry. Êbaaa!


Finalmente chega o dia da competição. Em vez de uma cozinha ou salão de eventos, parecia que o certame ia ser disputado num terreno baldio. Era mais seguro, caso alguém viesse a ter a brilhante idéia de usar um lança-chamas e mandar tudo pelos ares.


Sim, já deu pra perceber que esse episódio tem mais a ver com o Master Chef do que com combate naval. E a apresentadora do evento ia ser Kirishima. Se você se lembra daquele outro episódio, ela tem uma certa tara por pegar num microfone. Como dizem, as que parecem mais quietinhas e recatadas geralmente são as mais safadinhas.


E quem vai atuar como repórter de campo é Naka. Parece que a vida de cantora não deu muito certo, e agora ela ia ficar só entrevistando as competidoras.


Bom, vamos ver quem é que vai pagar o mico de competir aqui. A começar com Kongou, que pretende preparar um curry inglês que vai fazer o almirante se apaixonar por ela. E terá o apoio de Hiei... pois sabemos que ela não perde a oportunidade para perseguir a sua irmã.


O time número 2 é composto pelas porta-aviões Shoukaku e Zuikaku. Que estão ali motivadas por Zuikaku, que quer mostrar que ela é a melhor porta-aviões do distrito, e aparentemente quer provar isso fazendo algo que não tem nada a ver com aviões. E Shoukaku quer apenas participar da competição para que as garotas da Divisão 1 as admirem mais.


Aliás, elas também estão na competição de curry. Kaga quer mostrar mais uma vez a sua superioridade sobre Zuikaku, enquanto que Akagi esta com toda a pinta que só quer comer tudo. E não sei por que todas as porta-aviões ficam com essa pose de braços cruzados pra frente do corpo...


Em seguida, teremos Shimakaze, que compete sozinha... ou provavelmente com a ajuda daqueles robozinhos de canhão sem noção. Ela promete fazer um curry bem apimentado, assim como ela. Sim, essa aí foi feita pra ser a malandrinha das meninas-navio, dá pra ver pelo avental curtinho que deixa as calcinhas dela à mostra.


Depois, temos Ashigara, que tem a fama de solteirona e de nunca ter arrumado um marido, e pretende mostrar que tem os dotes de uma boa dona-de-casa. Pombas, sendo zoada até pela Naka, sorte que sua irmã Haguro está no time para controlar a psicótica.


E por fim, temos a 6ª Divisão de Destróieres... Já dá pra imaginar que elas vão ganhar, não é? Todo um episódio focado nelas, mais previsível impossível.


Quem ia fazer o papel de Jacquin pra eleger o melhor curry seria Nagato. Ah, isso explica a preocupação dela lá no início do episódio. Esse era o tal sacrifício, ter que ficar ali sentada, fingindo algum interesse naquela competição estúpida, e ainda servir de cobaia para provar alguns pratos que podiam ser bem desagradáveis.


Sem palavras... a Mutsu é uma gracinha. Pode acabar com a competição, ela ganhou!


Naka grita um "valendo" e as garotas correm para suas estações, para ver quem prepara o melhor curry do distrito.


Vamos então para a competição... Pra começar, que tal dar uma olhada no que a Kongou está preparando? Ela está toda confiante de que fará o melhor curry de todos...


... e com isso o almirante vai se apaixonar por ela, e eles vão se casar, ter uma lua de mel no Havaí e viver felizes para sempre. Toda essa animação faz com que Kongou largue tudo e comece a imaginar em sua cabeça como será quando o almirante provar do seu curry (sem maldade, por favor), e depois da refeição poderá disfrutar dela como sobremesa (aí, com maldade sim).


Enquanto sua irmã delira, Hiei vai dar uma conferida na panela, pra ver como que o ensopado está. E pra surpresa dela...


... o curry de Kongou não tem nem carne nem vegetais. É só um monte de água amarelada, que parece mijo.


Hiei pensa pra sim mesma que não pode deixar a sua irmã fazer lambança. Só assim para ela ganhar o seu respeito. E talvez desistir do comandante e arriscar um relacionamento de incesto lésbico com ela, algo que parece ser extremamente natural para esses japoneses tarados.


Ela então pega uma tigela com alguma coisa... Na boa, na cultura japonesa geralmente essa imagem pixelada é usada para esconder algo indecente, tipo quando os bonequinhos do The Sims ficavam pelados para tomar banho... ou pra esconder as genitais dos artistas pornôs japoneses. Assim fico me perguntando o que diabos Hiei está colocando na panela? Não quero nem imaginar.


Só sei que os ingredientes pseudo-eróticos dela fazem com que o curry fique roxo e fumegante. Boa coisa não deve ser, talvez eram testículos de Smurfs...


As duas irmãs decidem que é hora de experimentar o ensopado em sincronia. Me surpreende a naturalidade das duas, ao tragar algo que parece uma sopa de berinjela.


Como esperado, os ingredientes secretos de Hiei acabam sendo piores do que um veneno, que fazem com que as duas encouraçadas sofram de um enjôo multi-colorido. Todas as cores, menos preto. Pois se as duas aparecessem com o rosto preto, algum politicamente correto poderia falar de racismo.


Fim da linha pras duas, que dessa aí vão lá pro hospital, pra fazer uma lavagem estomacal. Menos uma equipe para competir.


Na bancada ao lado, Kaga está fazendo o que pode, preparando os ingredientes... mas Akagi não está dando colher de chá, comendo as batatinhas antes que elas possam ser colocadas na panela pra fazer o prato. Alguém avisou pra Akagi que ela devia cozinhar, e não comer? Kaga, por sua vez, parece não se incomodar de seguir com uma tarefa sem sentido...


Pra não perder o costume, temos o momento de encanto de Fubuki por sua ídolo Akagi. Só pra ninguém se esquecer que ela é a personagem principal do desenho, embora só tenha aparecido nesse episódio agora.


Ao ver que as meninas do Grupo de Porta-Aviões 1 estão praticamente fora do páreo, Zuikaku dá uma risada, pois finalmente elas vão mostrar que são as melhores. Mas Shoukaku fica toda boazinha, dizendo que elas não devem ser arrogantes e ficar rindo do infortúnio dos outros.


De repente, Zuikaku percebe que havia caído um pouco de curry na saia de Shoukaku. Que fica toda preocupada, pois havia acabado o estoque de Omo Dupla Ação na lavanderia do distrito, e ela não queria ficar com a saia toda suja.


Então, Shoukaku simplesmente perde o equilíbrio enquanto sua irmã estava ali examinando a sua saia. Sem nenhuma explicação, ou ela é muito tontinha ou o pessoal que faz esse desenho estava querendo gerar uma situação embaraçosa pra ela...


... pois depois desse acidente, Shoukaku perde a sua saia, e podemos ver que ela gosta de usar fio dental. Opa!


A pobrezinha fica toda vermelha e começa a chorar, se perguntando por que essas coisas sempre acontecem com ela. Como assim, sempre acontecem? Então ela fica perdendo sua saia toda hora? Enfim... Shoukaku sai correndo, cheia de vergonha, enquanto sua irmã tenta se explicar, e assim é outra equipe eliminada.


Naka decide ver como que Shimakaze está se saindo. Afinal, ela era a única a competir sozinha, pois aquele robôzinho-canhão não estava ajudando em nada, só estava cantarolando a música dos Ducktales.


E aí nós percebemos que a loirinha não estava cozinhando pra valer, mas sim preparando um arroz Uncle Ben's de saquinho.


A refeição estava pronta, apesar dos protestos de Naka, dizendo que não valia fazer comida que você compra no mercado. Mas isso não era importante, o que contava era que ela era a mais rápida do distrito, e havia cozinhado mais rápido que as outras também.


E a mais rápida a comer também. Mais uma desclassificada...


Akatsuki se dá conta que aparentemente a vitória ia cair no colo delas, pois todas as outras estavam se sabotando sozinhas, como o Dick Vigarista que sempre se dava mal sozinho. Era só elas prepararem algo minimamente comestível que não iam ter problemas.


Mas ainda restava Ashigara, que havia aparecido ali junto com sua irmã Haguro, para que as meninas experimentassem um pouco do seu curry, para assim se darem conta de que a competição não havia terminado ainda.


Eu não sei... as destróieres foram um pouco inocentes... E se Ashigara tivesse dado para elas um curry estragado, pra deixá-las com caganeira e assim fora da competição? Mas não, era de fato o curry que Ashigara estava fazendo, e era muito bom.


A cruzador fala que o prato dela era diferente, pois ela tinha muita experiência, eram anos e anos tentando conquistar um marido, e pra isso ela havia feito curry milhões de vezes a ponto de aperfeiçoar sua receita temperada. Tudo para que ela pudesse finalmente ganhar o título de melhor cozinheira, e assim ser mais desejada pelos homens. E o tempo dela estava acabando, pois estava ficando velha e depois ninguém iria querer ficar com ela.


Por algum motivo, sua irmã Haguro começa a chorar, por querer que Ashigara finalmente ganhe e assim conquiste um marido pra ela. Chorar por isso? Acho que muito mais por medo de sua irmã, que devia espancá-la sem mais nem menos. Aliás, muitas lágrimas nesse episódio...


As quatro destróieres ficam tristes também, com uma dor na consciência ao saber que se elas ganhassem, seria mais um ano que Ashigara sofreria solteira. Não era justo, pois elas haviam se esforçado muito, mas também todo aquele papo deprê estava deixando elas sem muita disposição.


Nessa hora, Nagato dá mais um discurso de incentivo, lembrando que elas não deviam desistir, ainda mais tão perto do fim. E que se Ashigara não havia conseguido um marido, não era por conta de seus dotes culinários, mas por viver eternamente com TPM.


As meninas então se erguem, incentivadas pelo discurso da navio-secretária e pelos aplausos de apoio da torcida. Realmente, elas haviam prometido ganhar aquela competição como um grupo, e não seria uma jararaca mal-amada que iria impedir.


Aí Ashigara parece ter sido atingida pelos raios do Gyodai e se transforma em um monstrengo assustador, dizendo que ela ia deixar de ser boazinha, e esfregar a cara delas quatro no chão quando vencesse a competição. Insira aqui aquela risada maléfica que vemos nos desenhos, e você terá uma idéia da cena.


Chegou a hora da verdade. Acabou o tempo, vamos chamar os jurados.


Eles não, despacha aí esses chatos. Como só restaram duas equipes, Nagato só precisará experimentar dois pratos de curry. Mutsu fica ali do lado com um bule cheio de água, caso sua irmã deteste o sabor das refeições e precise lavar a boca.


Primeiro é o curry feito por Ashigara e Haguro, que parece mais um prato de arroz onde alguém cagou em cima.


Lembre que esse é um curry carregado na pimenta e nos temperos, o que faz Nagato chorar devido à ardência. Ou o gosto está muito inaceitável.


E depois é o curry preparado pela 6ª divisão de destróieres... que parece mais um prato de arroz onde alguém havia descarregado uma diarréia empelotada.


A encouraçada diz que os dois pratos foram muito bem feitos, dignos de estarem no menu do distrito. Mas só podia haver um vencedor, e assim ela declara o resultado esperado: a vitória era da 6ª Divisão de Destróieres.


Fala sério, você achava mesmo que elas não ganhariam?


No final do dia, Nagato e Mutsu retornam para a sala de comando. A gracinha da Mutsu fica feliz que tudo tenha corrido bem. Embora fosse algo esperado, pois ela sabia que Nagato não suportava comida apimentada, e iria gostar mais do curry das destróieres, feito com temperos leves da Turma da Mônica.


Pobre Ashigara... Mais uma ano que ela vai ficar aí solteira... Pombas, se ela não fosse tão psicótica e alucinada, este texugo ia se oferecer. Mas prefiro mais moças delicadas e doces, como sua irmã Haguro, que tenta consolá-la, dizendo que ano que vem ia ser diferente. Ou então que desistisse disso de competição de curry e tentasse o Tinder.


Outras que estão na merda são Kongou e Hiei. Pior que um curry apimentado é um curry venenoso, que nocauteou as duas. E ainda fico me perguntando o que foi o tal ingrediente secreto colocado por ela na panela... Te digo que tive a curiosidade de ver a versão japonesa do desenho, e lá aparecia pixelado. Caramba, se é algo que os japoneses, tarados por natureza, tiveram vergonha de mostrar, continuo não querendo nem imaginar sobre o que seria.


Terminada a competição, as destróieres ganham o prêmio delas: preparar curry para todas as meninas-navio do distrito. Aposto que elas não esperavam por essa roubada, ainda mais tendo que alimentar verdadeiras glutonas como as porta-aviões.


Percebi uma coisa só agora: apesar de ser um desenho japonês, em nenhum momento elas comem com pauzinhos!

E este episódio louco termina com Akatsuki, Ikazuchi, Inazuma e Hibiki largadas no chão do quarto, exaustas depois de tanto praticar culinária e de servir centenas de amigas a tarde toda. Era hora de voltar ao anonimato, pois nesse desenho já tinham várias destróieres protagonistas.


Mas tudo havia valido a pena, para ganhar a Âncora de Ouro da competição de curry do distrito naval. Algo que não sei se tem muito valor para o currículo de uma destróier.


Fim de papo, foi certamente um capítulo muito maluco (e bem longo, no que diz respeito à quantidade de imagens que tirei), com a clara intenção de ser de brincadeira e trazer um ambiente mais leve. Aliás, posso estar enganado, mas começo a perceber uma certa alternância no nível dos episódios, em que os ímpares costumam ser os mais pesados e dotados de maior violência (se é que podemos chamar Kantai Collection de violento), enquanto que os pares costumam ser mais tranquilos e cômicos.

Veja bem: o segundo episódio era do treinamento hilário de Fubuki, o quarto trouxe as irmãs Kongou e a busca por Shimakaze e este aqui a competição de curry. Por sua vez, no terceiro episódio foi quando Kisaragi morreu, e no quinto houveram alguns combates. Significa que no próximo deveremos ter algo mais parecido com guerra. Mas até lá, ficamos com essa competição de curry, que foi engraçadinha, e certamente agradou aqueles que queriam algo mais divertido.
Terima kasih karena telah membaca berita tentang https://ift.tt/2RByEzE, jika berkenan silahkan baca berita lainnya di website kami.